Artigo

Barretos, 14/06/2017 às 09:25:53

Circular de Junho de 2017

Barretos, 14 de junho de 2017

Circular 05/2017

 

Caríssimos irmãos e irmãs


Celebramos no início deste mês a festa de nosso Patrono, o Divino Espírito Santo, quando toda a Igreja celebra a solenidade de Pentecostes.


Todos nós que estivemos participando da Missa da Unidade, que foi antecedida pela concentração e caminhada desde a Quase Paróquia Nossa Senhora Aparecida para a Igreja Matriz de São Benedito, em Barretos, pudemos experimentar a alegria de estarmos juntos ao redor da mesa da Eucaristia, como um povo que caminha iluminado pelo Espírito do Senhor.

 

Referindo-se ao texto dos Atos dos Apóstolos, que relata o milagre de Pentecostes, o Papa Francisco, na manhã deste mesmo dia, ou seja, do Domingo de Pentecostes na Santa Missa na Praça de São Pedro, afirmava: No dia de Pentecostes o Espírito desceu do céu em «línguas, à maneira de fogo, que se iam dividindo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar outras línguas» (At 2, 3-4). Com estas palavras, é descrita a ação do Espírito: primeiro, pousa sobre cada um e, depois, põe a todos em comunicação. A cada um dá um dom e reúne a todos na unidade. Por outras palavras, o mesmo Espírito cria a diversidade e a unidade e, assim, molda um povo novo, diversificado e unido: a Igreja universal”.

 

A partir desta consideração, o papa refere-se a duas tentações que acompanham a vida da Igreja, no que se relaciona à unidade e à diversidade: “A primeira é procurar a diversidade sem a unidade. Sucede quando se quer distinguir, quando se formam coligações e partidos, quando se obstina em posições excludentes, quando se fecha nos próprios particularismos, porventura considerando-se os melhores ou aqueles que têm sempre razão - são os chamados guardiões da verdade. Desta maneira escolhe-se a parte, não o todo, pertencer primeiro a isto ou àquilo e só depois à Igreja; tornam-se «adeptos» em vez de irmãos e irmãs no mesmo Espírito; cristãos «de direita ou de esquerda» antes de o ser de Jesus; inflexíveis guardiães do passado ou vanguardistas do futuro em vez de filhos humildes e agradecidos da Igreja. Assim, temos a diversidade sem a unidade. Por sua vez, a tentação oposta é procurar a unidade sem a diversidade. Mas, deste modo, a unidade torna-se uniformidade, obrigação de fazer tudo juntos e tudo igual, de pensar todos sempre do mesmo modo. Assim, a unidade acaba por ser homologação, e já não há liberdade. Ora, como diz São Paulo, «onde está o Espírito do Senhor, aí está a liberdade» (2 Cor 3, 17)”.

 

E conclui o seu raciocínio convidando: “Então a nossa oração ao Espírito Santo é pedir a graça de acolhermos a sua unidade, um olhar que, independentemente das preferências pessoais, abraça e ama a sua Igreja, a nossa Igreja; pedir a graça de nos preocuparmos com a unidade entre todos, de anular as murmurações que semeiam cizânia e as invejas que envenenam, porque ser homens e mulheres de Igreja significa ser homens e mulheres de comunhão; é pedir também um coração que sinta a Igreja como nossa Mãe e nossa casa: a casa acolhedora e aberta, onde se partilha a alegria multiforme do Espírito Santo”.

 

Também entre nós unidade e diversidade nos desafiam! As palavras do papa nos iluminam e apontam os caminhos para superarmos a tentação de uma Igreja da unidade sem diversidade, e da diversidade sem unidade.

 

Mais ainda: as palavras do Papa Francisco nos convidam a rever as nossas atitudes e nos converter para que, de fato, a Igreja seja para todos “a casa acolhedora e aberta, onde se partilha a alegria multiforme do Espírito Santo”!

A todos meu abraço e benção,


+ Milton Kenan Júnior


AGENDA EPISCOPAL


1 – Missa com instituição dos Ministros Ext. da Sag. Comunhão Eucarística – Igreja Matriz S. Sebastião, em Guaíra, às 19h30

2 – Atendimento na Cúria, a partir das 9h30

3 – Vigília de Pentecostes, na Catedral Diocesana do Divino Espírito Santo, em Barretos, às 19h30

4 – Missa da Unidade Diocesana, na Igreja Matriz de S. Benedito, em Barretos, às 17h30

6 a 9 – Assembleia dos Bispos do Regional Sul1, em Aparecida.

13 – Reunião do Secretariado de Pastoral, na Cúria Diocesana, às 9h30

14 – Atendimento na Cúria, a partir das 9h30

15 – Missa de “Corpus Christi” e Procissão, na Catedral Diocesana do Divino Espírito Santo, em Barretos, às 9h30

16 – Missa na Comunidade “São Gaspar Bertone”, em Barretos, às 19h30

17 – Missa e Crisma na Igreja Matriz de S. Miguel Arcanjo, em Miguelópolis, às 19h30

18 – Missa na Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus, em Barretos, às 9h30 (Despertar Vocacional)

         Missa com a Instituição nos Ministérios de Leitor e Acólito do candidato ao Diaconado Permanente Mario Lucio Alves de Paula, na Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus, em Guaraci, do candidato ao Diaconado Permanente Mario, às 19h.

19 - Missa na Igreja Matriz de Nossa Senhora Aparecida, em Olímpia, às 19h30

20 – Reunião dos Bispos do Sub-Regional RP 2, em Rio Preto, das 9h às 12h

21 – Atendimento na Cúria Diocesana, às 9h30

23 – Reunião Geral do Clero, na Casa de Encontros “Dom Antonio M. Mucciolo, na Cidade de Maria, às 8h30

         Missa e Confraternização do Clero, na Capela do Noviciado dos Padres Dehonianos, com a Admissão às Ordens dos seminaristas Diego e Flávio, às 11h (Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes)

23 a 25 – VISITA PASTORAL à Paróquia S. José, em Colina

26 a 29 – Retiro Espiritual com o Clero da Diocese de Taubaté, na Vila Kotska, em Itaici

 

(Caso algum compromisso durante este mês não for mencionado na agenda por favor comunicar a Cúria Diocesana)


Sobre Autor

Dom Milton Kenan Junior

Dom Milton Kenan Junior

É o sexto bispo da Diocese de Barretos

Mais Artigos