Artigo

Barretos, 06/09/2017 às 08:45:01

A Natividade de Nossa Senhora

Legenda:
Crédito: Imagem da Internet

Celebramos no dia 08 de setembro a natividade, o nascimento da Virgem Maria. É de conhecimento que a intervenção de Deus na vida de Maria começara muito antigamente, já na sua concepção. Alguns relatos apócrifos narram que São Joaquim e Santa Ana, pais dela, eram estéreis, mas Deus já começou a agir, então, na que seria depois a Mãe do Salvador, Jesus Cristo.


Maria já foi concebida sem pecado. Seguindo toda sua história, chegamos ao momento do seu “sim” a Deus e ao seu projeto, ela que é cooperadora na missão salvífica de Jesus. Ela é para nós hoje modelo de serva fiel, de discípula de Cristo.


O magistério da Igreja diz para nos inspirarmos no perfil bíblico-espiritual de Maria, ou seja, em suas virtudes. Ela nos aponta o Cristo, nos diz para fazer tudo o que Ele disser (Jo 2, 5). Celebrar a natividade de Maria é para nos termos um exemplo daquela que mesmo sendo humana mereceu os prodígios de Deus sendo também um dia assunta ao céu, para junto Dele.


É acreditar que mesmo sendo seres humanos pecadores, ao deixamos Deus entrar em nossa vida, entrar em nossa história através do nosso sim diário, Ele há de fazer maravilhas para assim também cantarmos como Maria: “Minha alma se alegra em Deus, meu salvador, pois olhou para a humildade de sua serva” (Lc 1, 46).



Sobre Autor

Seminarista Pedro Lopes

Seminarista Pedro Lopes

É seminarista da Diocese de Barretos cursando o 2º ano de Teologia no Seminário Maior Sagrado Coração na cidade de São José do Rio Preto/SP. E-mail: pedrohenriquelopess@hotmail.com

Mais Artigos