Artigos


2020: Gostar mais de mim!


Sexta-feira, 24 de janeiro de 2020


Imagem | 2020: Gostar mais de mim!

O início de um novo ano consiste em oportunidade especial para recomeçar. Em todos os sentidos e dimensões os próximos quase 400 dias poderão ser diferentes e, do ponto de vista pedagógico, considerando o processo de desenvolvimento humano, é necessário que o seja. No entanto, faz-se necessário pontuar um elemento quase sempre ignorado por muitos: não começamos do zero.
 
Querendo ou não, somos impactados pelos resultados e consequências das escolhas feitas até aqui. Começar de novo insere-nos num processo de continuidade-descontinuidade próprio do ser humano consciente, livre e responsável que, capaz de refletir, busca ser cada vez melhor.
 
Dentre os passos que nos trouxeram até aqui vale considerar os dados divulgados no último dezembro pelo Google. Ao revelar os assuntos mais pesquisados pelos brasileiros em 2019, organizando um ranking, o mecanismo de busca mais utilizado do mundo apresenta, entre as principais dúvidas, na categoria ‘como fazer’, a questão: como fazer com que as pessoas gostem de mim?
 
Para além do que parece, simplesmente uma pergunta tola, a questão merece reflexão que, pautada em critérios consistentes, muito revela acerca dos planos e propósitos para o ano que nasce. A pergunta evidencia, primeiramente, uma profunda crise existencial que, confundindo, busca por aceitação e aprovação com bem-querer, alimenta o desejo de que sejamos o que os outros querem. Segundo, é clara a crise de identidade dos brasileiros que revelam não saber quem são, elemento suficiente para que tudo o mais seja comprometido.
 
Em terceiro lugar evidencia-se a ausência de consciência e comprometimento com o processo de evolução que propõe construção-reconstrução, exigindo constante resignificação. A pergunta dos brasileiros desconsidera, totalmente, a ordem do ‘ser’ e, concentrando-se na ordem do ‘fazer’, exige respostas prontas, instantâneas, fórmulas a serem aplicadas a todas e quaisquer circunstâncias. Em quarto lugar, é notório o descontentamento e insatisfatório nível de realização pessoal, além de baixa autoestima, gerando uma atmosfera depressiva.
 
Como fazer com que as pessoas gostem de mim? A falsa sensação dessa possibilidade dura o tempo no qual fazemos o que elas querem. Logo, voltamos a cair no abismo da ansiedade que assola a humanidade. Como recomeçar? Mais que buscar respostas faz-se necessário mudar perguntas: Como gostar mais de mim? Construir este caminho, certamente, dará mais trabalho, exigindo sacrifícios diversos. No entanto, responder esta questão, antes de tudo, a nós mesmos, é fundamenta para recuperar a capacidade de se aceitar, amar, respeitar, viver e sonhar. Feliz 2020! 
 
 

Comentários



Sobre o Autor


Padre Ivanaldo Gonçalves de Mendonça

Pe. Ivanaldo e pós-graduado em Psicologia, pároco da Paróquia São José de Olímpia e Coordenador Diocesano de Pastoral. E-mail: ivanpsicol@hotmail.com

Artigos do Autor