Artigos


A força da fé


Segunda-feira, 12 de agosto de 2019


Imagem | A força da fé

“Eu tenho muita fé!”, todos nós ouvimos muitas vezes esta afirmação. E muitos de nós a fizemos. A Palavra de Deus expressa Liturgia da Palavra do 19º Domingo do Tempo Comum nos convidava a pensar se é verdade o que estamos dizendo. A Bíblia, onde encontramos a verdade sobre ela, começa advertindo-nos que uma coisa são as palavras, e outra é a realidade. E nos faz uma advertência para que não nos enganemos a nós mesmos: “A fé sem as obras é morta”. Por isso, a Palavra de Deus nos diz o que é fé, nos lembra a história de gente de fé, e a vida de fé que nos dá exemplo a Família de Nazaré.
 
O apóstolo São Paulo, na sua carta aos Hebreus (11,1-22), começa com uma definição simples, porém, muito gráfica, para dizer-nos com poucas palavras o que nós entendemos por fé: “Irmãos, fé é um modo de possuir o que ainda se espera, a convicção acerca de realidades que não se veem”. Por ser uma definição tão simples e ao mesmo tempo tão real que a Palavra de Deus afirma: “O justo vive da fé”. Seria bom se esta afirmação pudesse ser aplicada em cada um de nós, mais muitas vezes damos impressão que nós estamos brincando com a fé.
 
As leituras da liturgia de domingo (11), nos apresentaram uma lembrança da fé vivida pelo povo de Israel desde o pecado dos nossos primeiros pais até o cumprimento da promessa de enviar outra mulher para ser a Mãe do Seu povo. Este era um povo que vivia realmente pela fé e que mereceu que Deus cumprisse a promessa de enviar Maria como a Mãe de toda a Sua família. Por isso, Ela é realmente a nossa Mãe, fruto da fé de um povo que acreditou na promessa de que enviaria outra mulher.
 
A mãe de todos os filhos que, por ter aprendido da dela a serem fiéis à Palavra do Pai, merecem ter a Deus como Pai e Maria como mãe. Jesus mostrou a todos nós como ser seus imitadores e que Deus é o nosso verdadeiro Pai e que temos de ter sempre  a necessidade de conhecê-Lo, ouvir a sua Palavra, ser fiéis aos seus mandamentos, cuidar de todas as coisas, criadas para o bem-estar de todos. Devemos procurar que não falte o necessário a ninguém.
 
No fim de sua vida, Jesus diz: “Eu dei-vos exemplo para que vós façais a mesma coisa.” Este é o exemplo que nos deixou Jesus. Esta é a nossa missão e a missão confiada a toda a Igreja de Cristo!
 
 
Imagem: saojosedojardimeuropa.com.br
 

Comentários



Sobre o Autor


Monsenhor Antonio Santcliments Torras

Pároco emérito da Paróquia São João Batista de Olímpia
 

Artigos do Autor