Artigos


Mudar a mentalidade e ser a mudança que o mundo precisa


Terça-feira, 22 de outubro de 2019


Imagem | Mudar a mentalidade e ser a mudança que o mundo precisa

Ao pararmos para refletir sobre as possíveis mudança de mentalidade que devem ocorrer nos dias atuais, ao qual se tem enfrentado grandes desafios seja no ambiente político, na economia, o alto índice de violência, descaso contra os irmãos por parte da corrupção, crises sentimentais, entre outros aspectos que nos incomodam e nos roubam a paz, percebe-se que a maioria das pessoas parecem dormir, sonhar, delirar, e fantasiar que algo em comum possa acontecer.
 
Sabemos que a mudança de mentalidade mais profunda é uma mudança que parte do sujeito em si que adentrando em seu interior descobre a capacidade que tem para formar sua própria conduta de vida, e não se deixar manipular por sistemas que o faz escravo do rancor do ódio etc.
 
Ao observar a realidade, nota-se que, atualmente, o conceito de “felicidade” foi engolido pelo conceito de prazer, satisfação e consumo, e desta forma estamos imersos em várias “propagandas enganosas” de que as coisas materiais podem nos fazer felizes e, assim, distraídos com todo esse sistema consumista e manipulador, nos esquecemos de cuidar de nós mesmos e dos outros e assim vivermos o amor e a fraternidade.
 
Há uma necessidade nos dias atuais de entender que o prazer e a satisfação estão no corpo e são passageiros, e a felicidade está em nossa alma e em nosso coração, ao qual permanece e ninguém nos rouba. Portanto, a maioria das pessoas estão procurando felicidade em um lugar errado, e é preciso mudar.
 
Assim sendo, sem essa mudança de mentalidade, através da renúncia da mentira e do engano, não é possível avançarmos para buscar novas virtudes, tendo como perspectiva a eternidade e os valores de uma vida sadia, equilibrada e verdadeiramente feliz.
 
É evidentemente que essa transformação não é uma decisão fácil, pois a verdade nos liberta e nem sempre ela é agradável, ela exige uma atitude, e a necessidade de estarmos atentos, como o próprio Cristo nos alertou: “Vigiai e Orai” (Cf. Mt. 26,41). Sejamos a partir de nós mesmos a mudança que o mundo precisa!
 
Imagem: Gestão de Mudanças

Comentários



Sobre o Autor


Seminarista Daniel Canevarollo

Daniel cursa o 2º ano de Teologia no Seminário Sagrado Coração de Jesus em São José do Rio Preto. E-mail: danielcanevarollo@gmail.com

Artigos do Autor