Notícias


Dia Mundial da Oração reúne líderes de diferentes credos religiosos em Barretos


Sexta-feira, 05 de março de 2021


Foto | Dia Mundial da Oração reúne líderes de diferentes credos religiosos em Barretos

Ato foi realizado em favor da vida respeitando a diversidade de dogmas
 
O Dia Mundial da Oração, comemorado nesta sexta-feira, dia 05 de março, foi marcado em Barretos por uma Vigília que reuniu líderes de diferentes credos para elevarem súplicas a Deus pelo fim da pandemia da Covid-19.
 
Promovida na Catedral Divino Espírito Santo, em Barretos, e transmitida ao vivo pelas redes sociais, sem a presença de fiéis e respeitando as medidas de segurança contra o contágio do novo coronavírus, o momento de espiritualidade inter-religiosa congregou sete líderes religiosos. Além de orarem segundo seus dogmas, apresentaram mensagens de esperança.
 
“Nós vivemos um momento extremamente difícil. Nós vivemos uma nova onda do coronavirus; (...) Nós sabemos do estresse que vivem aqueles que estão no fronte da pandemia: médicos e profissionais da saúde. Dia a dia chega a notícia de que um conhecido faleceu vítima da pandemia. Todos nós estamos envolvidos nessa realidade desafiadora. E tendo em vista essa realidade nós queremos suplicar a Deus que Ele nos conceda a Sua graça. Que Ele nos ajude a superar esse momento. Suplicar a Deus que os nossos governantes deixem de usar da pandemia para proveito próprio. Que os nossos governantes se sensibilizem diante da realidade do nosso povo. (...) Queremos suplicar a Deus que Ele dê força àquelas famílias que perderam seus entes queridos”, expressou Dom Milton Kenan Júnior, bispo católico apostólico romano, responsável pela Diocese de Barretos, formada por 13 municípios.
 
O prelado enfatizou ainda que todos suplicavam a Deus também pelos doentes em isolamento “para que não lhes falte a esperança”.
 
Foi lido um trecho de uma mensagem do Papa Francisco pronunciada na Praça São Pedro, no Vaticano, em março de 2020, quando o pontífice rezou também na intenção pelo fim da Covid-19.
 
Além de Dom Milton, participaram da Vigília o Sheik Mohanad Alhseen - Líder religioso da Mesquita Muçulmana de Barretos; Eryck Bretanha Suleiman - Pastor da Comunidade Cristã de Barretos; Elvis José Ribeiro - Sacerdote do Círculo de Umbanda Crística do Rito Aymoré; Marcelo Cavalini Pedroso - Budismo de Nitiren Daishonin / Organização Brasil Soka Gakkai Internacional; Luciana Cristina Ribeiro Lopes - Comunidade Bahá'í de Barretos; e Silvio Bampa - representante da União das Sociedades Espíritas de Barretos.
 
Dom Milton Kenan Júnior
 
Luciana Cristina Ribeiro Lopes - Comunidade Bahá'í de Barretos
 
Silvio Bampa - representante da União das Sociedades Espíritas de Barretos
 
Sheik Mohanad Alhseen - Líder religioso da Mesquita Muçulmana de Barretos
 
Elvis José Ribeiro - Sacerdote do Círculo de Umbanda Crística do Rito Aymoré
 
Marcelo Cavalini Pedroso - Budismo de Nitiren Daishonin / Organização Brasil Soka Gakkai Internacional
 
Eryck Bretanha Suleiman - Pastor da Comunidade Cristã de Barretos
 
A irmã Marta Melo, da Congregação das Irmãs Franciscanas da Penitência, que conduziu a vigília junto a Dom Milton, destacou que a oração em comum foi um ato “na diversidade, na unidade, no respeito e no diálogo em favor da vida”.
 
A vigília inter-religiosa terminou com o cântico da Oração de São Francisco de Assis que pede pela paz, a concórdia e a paz.
 
 
 
Fotos: Milton Figueiredo
 

Comentários