Notícias


Missa na Catedral reúne agentes de pastorais e movimentos ligados ao trabalho com famílias


Segunda-feira, 12 de agosto de 2019


Foto | Missa na Catedral reúne agentes de pastorais e movimentos ligados ao trabalho com famílias

Membros da Pastoral Familiar, Equipes de Nossa Senhora e dos Encontros de Casais com Cristo (ECC) de Barretos participaram na sexta-feira (08), de uma missa na Catedral Divino Espírito Santo que fazia parte da programação da Semana Nacional da Família.
 
Durante toda a semana, cada paróquia preparou uma programação própria, e a celebração eucarística foi em comum.
 
O tema deste ano, "A Família como vai?", já havia sido refletido na Campanha da Fraternidade de 1994, mas como lema, quando o tema foi "Educação e Família".
 
 
 
Dom Milton Kenan Júnior presidiu a Eucaristia e disse que a pergunta do tema é um questionamento que todos nós costumamos fazer quando encontramos pessoas conhecidas. "Essa perguntinha se repete para nós. Oxalá que possamos responder não só com a boca, mas com o coração:'Muito bem, obrigado!'", disse o bispo diocesano que em seguida rogou a Deus para que Ele conceda às famílias a Sua bênção. "Que Ele conceda aos nossos lares a alegria duradoura e a paz!", suplicou.
 
Diferente do restante do país, a Semana Nacional da Família em Barretos é antecipada para não coincidir com a Festa do Peão.
 
Durante a homilia, Dom Milton pediu que alguns padres partilhassem algo com a assembleia. o primeiro foi o padre Cláudio Beraba, assessor eclesiástico para o Setor Família e pároco da Paróquia São Luís Gonzaga.
 
Pe. Cláudio Beraba
 
Padre Cláudio falou sobre a preocupação com a Igreja doméstica e manifestou sua tristeza ao conhecer crianças que afirmam não acreditarem na existência de Deus. "Que pena que essa família não foi berço de fé. (...) Nós temos uma parcela de responsabilidade tanto pela sustentação da família que vai bem, quanto para acudir aquelas que não vão bem!", lamentou.
 
Depois, o padre Ronaldo Miguel, vice-reitor do seminário Maior em São José do Rio Preto e vigário paroquial da Paróquia Santo Antônio de Pádua, recordou as palavras de um cardeal em que ele afirmava que "quem criou a família foi Deus, não foi o homem". Com isso, o sacerdote fez a assembleia refletir sobre o amor. "É na família que experimentamos a essência do amor de Deus!", enfatizou.
 
Pe. Ronaldo Miguel
 
O coordenador diocesano de pastoral e pároco da Paróquia Bom Jesus, padre Thiago Reis, também destacou a Igreja doméstica no trabalho realizado pelas famílias em sua comunidade. "Elas não deixaram a missa terminar no final, mas levaram as missas para dentro de suas casas. Rezam e meditam a Palavra durante a semana, e quando você olha as crianças você as enxerga transfiguradas porque elas também experimentam o amor de Deus dentro de suas casas", destacou.
 
Pe. Thiago Reis
 
O padre Costante Gualdi, pároco e reitor do Santuário Diocesano Nossa Senhora do Rosário, destacou a falta de participação dos pais na catequese de seus filhos e a necessidade de um trabalho em conjunto. "Se a gente não falar a mesma língua acontece que na catequese as crianças aprendem uma coisa e em casa é totalmente diferente. Precisamos ter o mesmo ideal, a mesma proposta. (...) Elas precisam respirar em casa a fé cristã por meio do testemunho dos pais!", exclamou referindo-se também à Igreja doméstica.
 
Pe. Costante Gualdi
 
A missa foi concelebrada também pelos padres Deusmar Silva - Catedral Divino Espírito Santo, Antonio Kopitski, SCJ - Paróquia São João Batista, Davis Pedott - Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Minibasílica), Luiz Paulo Soares - Paróquia Santa Ana e São Joaquim, Francisco Silva - Paróquia Bom Jesus, e Rogério Caraffini, CSS - Paróquia São Benedito, e contou com a participação também do diácono José Paulo Lombardi.
 
 
 
 
 
 
Imagens: Milton Figueiredo
 

Comentários