Notícias


Olímpia se despede do monsenhor Antonio com emoção e gratidão


Segunda-feira, 20 de janeiro de 2020


Foto | Olímpia se despede do monsenhor Antonio com emoção e gratidão

Emoção e gratidão marcaram a missa de corpo presente do pároco-emérito da Paróquia São João Batista, monsenhor Antonio Santclimens Torras, que foi sepultamento na igreja matriz na manhã de segunda-feira (20).
 
Monsenhor Antonio morreu aos 90 anos de idade, e com 66 anos de sacerdócio, no domingo, na Unidade de Terapia Intensiva do Instituto do Coração, no município de São José do Rio Preto, onde estava internado desde o dia 03 de janeiro com insuficiência cardíaca. Ele nasceu no dia 06 de março de 1929, em Serrateix, na Espanha. Foi ordenado padre aos 19 de julho de 1953. Viveu em Olímpia por cerca de 60 anos, mas antes exerceu seu ministério sacerdotal na Paróquia São José em Colina.
 
 
 
A celebração foi presidida por Dom Milton Kenan Júnior que expressou a gratidão de toda a diocese, e em especial pelo povo de Olímpia, a Deus, pelo dom da vida do monsenhor. "Nós queremos nesta Eucaristia agradecer a Deus pela sua vida, por tantos sinais do seu amor. Queremos agradecer a sua dedicação incansável no serviço do povo de Deus. Agradecer a Deus por sua fidelidade renovada a cada dia ao mistério da sua vocação, da resposta ao chamado que um dia o Senhor lhe dirigiu. Nós queremos agradecer ao Senhor por todo o bem por ele realizado na vida dessa cidade, na vida desta comunidade", disse.
 
Durante a homilia, o prelado destacou que o ato litúrgico celebrava a ressurreição e não a morte, e pontuou algumas qualidades do monsenhor, como o fato de se dedicar a escrever livros para continuar a difundir a mensagem do Evangelho, em especial quando já não se encontrava em saúde perfeita. "Ele viveu intensamente a sua vida. (...) A vida para ele foi um dom precioso. Eu penso que os anos mais felizes de sua vida ele os viveu em Olímpia! (...) Aqui ele viveu intensamente. Aqui ele viveu com paixão o seu ministério!", falou o bispo.
 
Monsenhor Antonio foi sepultado ao som de palmas que se misturaram às lágrimas daqueles que o sacerdote tanto cativou com a mensagem e o testemunho do Evangelho.
 
 
 
 
 
 
 
Fotos: Milton Figueiredo
 

Comentários