Nossa História

A Igreja Particular de Barretos foi erigida canonicamente pelo Papa Paulo VI aos 14 de abril de 1973. O território diocesano está localizado ao norte do estado de São Paulo, e faz divisa com as dioceses de Franca, São José do Rio Preto, Catanduva, Jaboticabal e Arquidiocese de Uberaba (MG). O padroeiro diocesano é o Divino Espírito Santo, terceira pessoa da Santíssima Trindade, comemorado na Solenidade de Pentecostes.
  Segundo o Senso Demográfico 2010 do IBGE, o Bispado de Barretos tem uma população de 324.865 habitantes, sendo 234.333 católicos, em uma área de 8.558 km². A Igreja particular de Barretos tem 23 paróquias e uma Área pastoral, em 13 municípios divididos em quatro Regiões Pastorais.
  A Região Pastoral Barretos tem nove paróquias, em Barretos: Catedral Divino Espírito Santo, Nossa Senhora do Rosário, Bom Jesus, São Benedito, Santa Ana e São Joaquim, Santuário São Luís Gonzaga, São João Batista e Santo Antonio de Pádua, e a Área Pastoral Nossa Senhora Aparecida; e em Colômbia a Paróquia Nossa Senhora do Carmo.
  A Região Pastoral Guaíra é formada por quatro paróquias. Em Guaíra há as paróquias São Sebastião e Nossa Senhora Aparecida; em Ipuã, a Paróquia Sant’Ana; e em Miguelópolis a Paróquia São Miguel Arcanjo.
  Olímpia tem três paróquias, a São João Batista, Nossa Senhora Aparecida e São José. Juntam-se a elas, na formação da Região Pastoral Olímpia as paróquias Senhor Bom Jesus de Guaraci, São José de Severínia, Nossa Senhora da Abadia de Cajobi e Nossa Senhora Aparecida de Embaúba.
  Apenas três paróquias formam a Região Pastoral Colina: São José de Colina, São Gabriel de Jaborandi e São José de Morro Agudo.
  Dom Milton Kenan Júnior é o sexto bispo diocesano. Sua nomeação para Barretos, pelo Papa Francisco, foi feita no dia 5 de novembro de 2014, e sua posse aconteceu em 21 de dezembro de 2014. Sucede a Dom José de Matos Pereira (seu primo), Dom Antonio Maria Mucciolo, Dom Pedro Fré, Dom Antonio Gaspar (bispo emérito), e Dom Edmilson Amador Caetano.

Conheça Nossa Cúria