Artigos


Circular de junho de 2022 de Dom Milton


Quarta-feira, 15 de junho de 2022


Imagem | Circular de junho de 2022 de Dom Milton

Barretos, 15 de junho de 2022
 
Circular 06/2022
 
Prezados (as) irmãos e irmãs,
 
No último final de semana deste mês realiza-se em Roma e em todas as Dioceses do mundo o 10º Encontro Mundial das Famílias cujo tema é: “Amor em família: vocação e caminho de santidade”; concluindo assim o Ano da Família – Amoris Laetitia.
 
Durante todo este ano utilizei as Circulares mensais tratando de um tema da Exortação Apostólica “Amoris Laetitia” sobre o amor na família, com o objetivo de ajudar a viver o Ano da Família promulgado pelo Papa Francisco para comemorar o 5º aniversário da publicação do referido documento.
 
Em nossa Diocese, o Setor Família realizará no último domingo, que coincide com a conclusão em Roma do Encontro Mundial das Famílias, um encontro para casais e famílias, no Salão Comunitário da Paróquia São Luís Gonzaga, das 8h ao meio-dia, com apresentação de testemunhos e a celebração da Eucaristia “em família”.
 
No último capítulo da Exortação “Amoris Laetitia”, o Papa Francisco refere-se à espiritualidade conjugal e familiar, destacando aqueles elementos que são próprios para as famílias na realização da sua vocação e da sua missão.
 
Antes de tudo a família revela-se como um mistério de comunhão, onde Deus está presente, e ao mesmo tempo se torna um elo que amadurece a comunhão entre todos e com Ele próprio, que tem como seu fundamento o amor.
 
“Lê-se, na Palavra de Deus, que ‘quem odeia o seu irmão está nas trevas’ (1Jo 2,11), “permanece na morte” (1Jo 3,14) e ‘não chegou a conhecer a Deus’ (1Jo 4,8). O meu antecessor, Bento XVI, disse que ‘o fechar os olhos diante do próximo torna cegos também diante de Deus’ e que fundamentalmente, o amor é a única luz que ‘ilumina incessantemente um mundo às escuras’. Somente ‘se nos amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós e seu amor em nós é plenamente realizado’ (1Jo 4,12)” (AL 316).
 
Em Cristo tudo na família se ilumina e encontra a sua plena realização. Daí a importância da oração em família, a participação da Eucaristia, pois “o alimento da Eucaristia é força e estímulo para viver cada dia a aliança matrimonial como ‘Igreja doméstica’” (AL 318).
 
À luz do Evangelho da família, pais e filhos descobrem o encanto de se amarem para sempre, reconhecem, com os anos de convívio, que cada um carrega um mistério inesgotável, que não permite que seja tratado como um objeto de posse, mas um dom a ser acolhido e respeitado em sua dignidade. Descobrem que a família “foi desde sempre o ‘hospital’ mais próximo” onde se dispensa cuidado, socorro e ajuda; e se compreende que cada um torna-se, através das suas palavras e gestos, um reflexo do amor divino, que conforta com a palavra, o olhar, a ajuda, a carícia e o abraço (cf. AL 321).
 
Cristo é o grande modelo para as famílias, pois “quando alguém se aproximava para falar com Ele, fixava nele o seu olhar, olhava com amor (cf. Mc 10,21). Ninguém se sentia transcurado na sua presença, pois as suas palavras e gestos eram expressão desta pergunta: “Que queres que eu te faça?” (Mc 10,51). Vive-se isto na vida cotidiana da família” (AL 323).
 
Enfim, como Francisco afirma várias vezes na Exortação, “nenhuma família é uma realidade perfeita e confeccionada de uma vez para sempre, mas requer um progressivo amadurecimento da sua capacidade de amar” (AL 325).
 
Entretanto, com todas as suas fragilidades, as famílias são chamadas a avançar sempre, a caminhar além dos próprios limites; pois lhes é prometido sempre mais. Daí não perder a esperança por causa dos próprios limites, mas caminhar para alcançar a plenitude do amor e da comunhão que lhes são prometidos pelo próprio Deus, que deve ser o fundamento de toda vivência familiar.
 
 
Dom Milton Kenan Júnior
Bispo diocesano de Barretos
 
 
 
AGENDA EPISCOPAL - JUNHO 2022
 
02 - Reunião do clero da Região Barretos, na Paróquia São João Batista, às 8h.
 
05 - MISSA DA UNIDADE, na Praça Francisco Barreto, em Barretos, para celebrar o Patrono da Diocese Divino Espírito Santo, e abertura do Ano Jubilar, às 17h
 
07 a 09 - Assembleia dos Bispos do Regional Sul1 em Itaici.
 
12 - Santa Missa, na Cúria Diocesana, com os novos ministros extraordinários da comunhão eucarística
 
13 – Santa Missa, na Matriz de S. Antônio, em Barretos, às 19h
 
16 - Santa Missa de Corpus Christi, na Catedral seguida de procissão às 9h30
 
17 - Santa Missa no Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida, em Olímpia, para a celebração dos 75 anos da chegada dos franciscanos da Custódia Sagrado Coração de Jesus, às 19h.
 
19 - Santa Missa no Salão de Eventos da Matriz do Bom Jesus, com crismandos, às 17h.
 
20 – Reunião com o Setor Família, na Residência Episcopal, às 20h
 
22 – Santa Missa para a posse canônica do ofício de Pároco do Pe. Carlos Araki, na Matriz de Nossa Senhora Aparecida, em Embaúba, às 19h30.
 
23 - Reunião do clero da Região Colina, na Paróquia S. José, em Morro Agudo, às 10h
 
24 – DIA DE ORAÇÃO PELA SANTIFICAÇÃO DO CLERO – Encontro do Clero com a Celebração da Santa Missa, no Postulantado da Congregação do Sagrado Coração de Jesus, na Cidade de Maria, às 10h
 
26 – Encontro Diocesano das Famílias, no Salão Comunitário da Matriz de S. Luís Gonzaga, em Barretos, às 8h, com encerramento com a Santa Missa às 11h.
 
28 e 29 – Atualização do Clero, na Casa de Encontros Dom Antônio M. Mucciolo, na Cidade de Maria, das 9h às 17h.
 
29 – Reunião Geral do Clero, na Casa de Encontros Dom Antônio M. Mucciolo, na Cidade de Maria, das 14h às 17h.
 

Comentários



Sobre o Autor


Dom Milton Kenan Junior

Dom Milton é o 6º bispo da Diocese de Barretos. E-mail: dommilton@diocesedebarretos.com.br

Artigos do Autor